O que é um coworking, mais conhecido como escritório compartilhado?

Início » Blog » O que é um coworking, mais conhecido como escritório compartilhado?
Postado em

Com o surgimento de startups e outras formas de negócio, e com o aumento de pessoas que trabalham por conta própria ou no regime de home office, as necessidades quanto aos imóveis comerciais mudaram.

Diante da busca por alta eficiência associada a menores custos, o espaço de coworking ou escritório compartilhado vem ganhando força no mercado. Sendo uma opção relativamente recente nos imóveis comerciais, vale a pena conhecer mais sobre o assunto para entender essa possibilidade de investimento.

Nesse artigo, você verá tudo o que deve saber sobre o tema! Confira:

O que é um coworking?

O coworking não recebe o nome de escritório compartilhado à toa. Essa possibilidade consiste em um espaço de trabalho em que vários profissionais liberais e empresas ocupam, de maneira colaborativa.

Essa é uma possibilidade viável porque alguns empreendimentos operam com estrutura reduzida, como as startups. De atuação escalável, não necessitam de grande espaço para que possam se desenvolver e o uso do coworking surge como uma saída natural.

Como ele funciona?

O funcionamento de um coworking é bem simples: a empresa ou profissional faz um contrato a respeito do tempo que pretende usar o espaço. É possível, por exemplo, estabelecer o uso de 20 dias por mês ou de menos vezes, dependendo de cada necessidade.

Feito isso, os contratantes podem aproveitar diversos elementos da estrutura. Além de salas compartilhadas e privativas, há salas de reunião, espaços de convivência e mais.

O local também recebe as correspondências de todos que trabalham por lá, além de oferecer estrutura completa, como segurança, elevadores e infraestrutura tecnológica.

Assim, os profissionais podem atuar desde na parte teórica, administrativa e operacional até no atendimento ao cliente nas salas de reunião.

Quais são as vantagens?

Estando diretamente ligado à economia colaborativa, uma das principais vantagens do coworking é o fato de que ele é capaz de gerar economia. Em vez de ter que pagar o  valor de um aluguel corporativo para montar um escritório, esse preço é rateado entre todos os envolvidos, diminuindo o peso para cada um.

Além disso, é possível pagar de acordo com as suas necessidades, já que há planos diferentes para exigências que variam caso a caso.

O melhor de tudo é que esse preço mais em conta vem com uma localização privilegiada. Uma laje corporativa no Tatuapé transformada em coworking, por exemplo, oferece localização estratégica na cidade sem que o preço seja absurdo.

Outra questão é que com a adoção desse tipo de solução é possível ter um endereço comercial sem dificuldades. Isso transmite uma imagem profissional a respeito do empreendimento, transmitindo maior segurança.

A colaboração também é positiva. O fato de estar em contato com diversos profissionais permite que o negócio se torne robusto e diverso, tendo experiências diferenciadas e adquirindo conhecimentos enriquecedores.

Para profissionais liberais, como os que trabalham de casa, adotar essa possibilidade é vantajosa porque motiva a produtividade devido a toda a estrutura profissional existente.

O coworking é uma possibilidade ligada à economia colaborativa e que gera redução de custos, eficiência e vantagens para todos os envolvidos. Com isso, a tendência é que apareça com cada vez mais frequência nos imóveis comerciais.

O que você pensa a respeito dessa incrível possibilidade de investimento? Dê a sua opinião e compartilhe sua visão sobre o tema.